Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Adolescentes comemoram o carnaval em unidades socioeducativas

Adolescentes comemoram o carnaval em unidades socioeducativas

Oh abre elas que a socioeducação vai passar... Brincar carnaval está longe de ser uma manifestação cultural praticada apenas pelos jovens que se encontram em liberdade. Muito pelo contrário. Prova disso é que as jovens que cumprem medida socioeducativa de internação no Centro Socioeducativo Feminino (Cesef), localizado em Ananindeua, na Grande Belém, participaram nesta sexta-feira (09), de uma programação carnavalesca com a comunidade socioeducativa que inclui os servidores, convidados, as adolescentes internas e seus familiares.

                  

              

 

Apesar do caráter transitório da medida socioeducativa, onde os jovens ficam por um determinado período de tempo na Fasepa de acordo com a sentença judicial, a ação tem como objetivo proporcionar novas experiências artísticas e culturais com viés pedagógico as socioeducandas na perspectiva de colaborar para a formação cidadã e a reinserção social. A festa foi embalada ao som das antigas marchinhas de carnaval e os sambas enredos autoral da socioeducação por meio dos músicos percussivos da Ação Talentos.

 

                                 

 

“Eu vejo que está aqui brincando o carnaval e aprendendo coisas boas é uma oportunidade única, porque lá fora muitas não tiveram oportunidade de se divertir e brincar”, comentou umas das jovens que está há três meses no espaço. “As pessoas daqui nos ensinam a prepara as fantasias, e nos proporcionam mais entretenimento. A minha mãe está aqui comigo me apoiando para que eu siga por um caminho melhor”, concluiu a jovem de 17 anos, que fez questão de ressaltar a sua identificação com o período momesco.

 

             

 

O Cesef é uma das 14 unidades socioeducativas administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), onde a partir das oficinas artísticas desenvolvidas diariamente, sob a orientação dos arteeducadores, as jovens participam ativamente de todo o processo criativo e produtivo do carnaval como nas confecções de máscaras, ornamentação do espaço, adereços e fantasias, entre outras. A Unidade Socioeducativa de Ananindeua (UASE Ananindeua), por exemplo, realizou uma programação denominada ‘Carnaval com Cristo’, onde o enfoque estava na questão espiritual.

 

             


A servidora que atua no apoio pedagógico do Cesef, Daniele Cunha, ressaltar a importância do trabalho em equipe e enaltecer o envolvimento das jovens para o sucesso da atividade. “Elas naturalmente gostam desse tipo de programação. No entanto, nós trabalhamos o carnaval de forma educativa, lúdica onde os elementos-símbolos do carnaval são ensinados de forma a fazer com que elas assimilem alguns conceitos como o trabalho em equipe, a estética, higiene pessoal, o respeito e a disciplina”, observou Daniele.

 

POSSIBILIDADES - Esta iniciativa faz parte de um conjunto de ações pedagógicas que compõem o ‘Projeto Ressignificando Caminhos na Socioeducação’, desenvolvido pela Fasepa na esperança de promover e garantir que os socioeducandos tenham acesso à arte, a cultura, ao lazer e atividades esportivas, entre outros.

 

 

Texto e fotos: Alberto Pasoss/ Ascom Fasepa

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível