Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Representante do governo federal conhece trabalho desenvolvido com egressos da Fasepa

Representante do governo federal conhece trabalho desenvolvido com egressos da Fasepa

Como parte de uma ampla e diversificada agenda direcionada aos profissionais que atuam na socioeducação, a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) recebeu nesta terça-feira (23), a visita da diretora do Departamento de Atenção à Juventude e à Adolescência do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Tarsila Crusius, no auditório da Fundação. O encontro teve como objetivo dialogar a respeito da política de atenção ao egresso do sistema socioeducativo na perspectiva de fortalecê-la, além de apresentar o trabalho desenvolvido na socioeducação do Estado do Pará.


A agenda contou com a participação efetiva dos adolescentes egressos do sistema socioeducativo e seus familiares, que receberam alguns esclarecimentos junto aos profissionais, contribuíram com ideias e sugestões a respeito dos desafios e as possibilidades de refazerem seus projetos de vida por meio da inclusão social desses jovens por meio de oficinas e cursos profissionalizantes visando à inserção no mundo do trabalho, empreendedorismo, educação formal, entre outros.

 

                                                                 

 

A representante da MDS, Tarsila Crusius, destaca que é preciso compreender alguns aspectos sociofamiliar específicos desse jovem. “Esse adolescente que cometeu um ato infracional e que passou pela medida socioeducativa de internação apresenta muitas rupturas de vínculo e volta muito fragilizado para a sua família. Esse trabalho é absolutamente fundamental para reinserir esse adolescente num contexto positivo e num novo projeto de vida. Muitas vezes não é dada a devida prioridade a esse jovem, até pela dificuldade que nós ainda temos de mobilizar e articular a rede de atendimento socioassistencial”, observou.

 

                                                               

 

Ainda segundo ela, o Estado do Pará vem desenvolvendo um trabalho exitoso, sendo reconhecido, inclusive, a nível nacional com o trabalho desenvolvido com egressos do sistema socioeducativo, atendidos pela Fasepa. “O Estado do Pará está desenvolvendo esse projeto com tanta competência e está sendo reconhecido não só por nós MDS, mas também por toda a equipe do Sinase (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo) e Ministério dos Direitos Humanos. Valorizamos essas experiências exitosas para discutir essa pauta a nível nacional e construir uma proposta adequada à realidade de cada Estado. Fortalecendo essa ideia de que os estados passem a organizar suas estruturas, priorizando esse público que é tão vulnerável e tão carente de iniciativas como essa e que responde de uma forma tão positiva quando lhe são apresentadas oportunidades”, concluiu Tarsila.                                                   


Após ficar um ano cumprindo medida socioeducativa de internação no Centro Socioeducativo Feminino (Cesef), e participar de diversas atividades artísticas, culturais e cursos profissionalizantes, uma jovem de 18 anos, disse que se sente abraçada e acolhida desde quando estava na internação pela forma com que a equipe trabalha em prol dos jovens. “A Fasepa sempre me tratou com muito carinho e sempre tive o apoio deles para me aconselhar e seguisse por um bom caminho. Hoje eu estou trabalhando no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e acredito que muitos jovens, se tivessem essa atenção e esse apoio “lá atrás”, não estariam cumprindo medida socioeducativa. É preciso saber agarrar as oportunidades e pensar em coisas que deem orgulho para as nossas famílias”, declarou a jovem, que está há dois meses em liberdade.


O presidente da Fasepa, Simão Bastos, ressalta que esse trabalho com o egresso é realizado desde 2015, atendendo atualmente cerca de 200 adolescentes, jovens e seus familiares em projetos e ações voltadas para esse público. “Nós estamos trabalhando em conjunto com o Governo Federal e esses encontros resultarão em um modelo de projeto nacional, voltado para o fortalecimento das unidades socioeducativas que realizam esse trabalho com os egressos. Dessa forma, nós mostramos o que fazemos e como fazemos, mas, sobretudo, é importante para que as pessoas conheçam o trabalho dentro da política socioeducativa do Pará. Esse momento representa um processo de construção coletiva da socioeducação”, ressaltou Simão.


Texto e fotos: Alberto Passos/ Ascom Fasepa
 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível